Concessão e privatização são dois modelos muito usados para viabilizar financeiramente grandes obras de interesse público que envolvem projetos de engenharia.

Privatização pode ser definido como a venda de empresas estatais ou de quaisquer bens ou órgãos públicos para a iniciativa privada. Normalmente, essas transações ocorrem por meio de leilões. Além de gerar receita para o Estado, outra vantagem da privatização é a melhora da qualidade de serviço, já que a empresa vencedora costuma ter muito mais expertise do que o governo no core business privatizado.

Já na concessão, o governo (municipal, estadual ou federal) transfere a terceiros (geralmente uma empresa privada) o direito legal de explorar um bem público por determinado período. Desse modo, cabe à concessionária os direitos administrativos e o usufruto dos benefícios, inclusive financeiros, oriundos daquele bem.

Semelhantemente ao que ocorre com a privatização, o processo de concessão é uma alternativa que melhora a qualidade do serviço prestado, sobretudo em áreas em que o governo não prioriza investimentos.

Para que a privatização ou a concessão ocorram da melhor maneira possível, gerando ganhos para a sociedade, governo e iniciativa privada, é necessário ter um modelo muito bem estruturado, com um contrato detalhado especificando todos os itens da obra.

Com mais de 60 anos de experiência em gerenciamento e execução de obras, a Sondotécnica oferece a modelagem de privatização e concessão.

Compartilhe!

Envie uma mensagem

Quero falar sobre meu projeto!

Transporte Saneamento Indústria Habitação Urbanização Energia Meio Ambiente Irrigação Outro segmento