Sondot�cnica Engenharia
Você combinou: Projetos Especiais [x] Gerenciamento [x] América do Sul [x]

Programa de Despoluição da Baía de Guanabara

Cliente: CEDAE - 1995/2000

    

Gerenciamento Geral do Programa de Despoluição da Baía de Guanabara, envolvendo cerca de 230 contratos de projetos, obras e previsão de equipamentos, constituído por um conjunto de ações multidisciplinares, englobando os componentes de saneamento, macrodrenagem, resíduos sólidos, programas ambientais e mapeamento digital. Os principais trabalhos gerenciados para o componente Saneamento/Esgoto são os seguintes: Sistema II de São Gonçalo, beneficiando 235.000 habitantes: ETE com capacidade de 0,77  m³/s   de vazão, utilizando processo de lodos ativados, através  de injeção de oxigênio puro na aeração, com 343 km  de rede coletora, 18,7 km de coletores-tronco, 3,7 km de linhas de recalque e 4 elevatórias; Sistema Alegria, beneficiando 1,5 milhão de habitantes: ETE com capacidade de 5,0 m³/s de vazão média, utilizando os processos dos tubos cravados "pipe jacking" e dos anéis segmentados, com  23 km  de coletores-tronco, 3,3 km de linhas de recalque, reforma de 7 estações elevatórias, e eliminação dos extravadores de esgotos nas galerias de águas pluviais; Sistema Icaraí, beneficiando 234.000 habitantes: ETE com capacidade de  0,95 m³/s de vazão, utilizando o processo de adição de cloreto férrico ao esgoto afluente, com 1 emissário terrestre e submarino de 4,3 km; Sistemas Penha e Ilha do Governador, beneficiando 580.000 habitantes no Sistema Penha e 197.000 no Sistema Ilha do Governador: implantação de um novo sistema de secagem de lodo na ETE Penha e na ETE Ilha do Governador ampliação da capacidade para 0,5 m³/s de vazão, com 54 km de tubulação e 5 elevatórias; Sistemas Pavuna e Sarapuí, beneficiando 410.000 habitantes no Sistema Pavuna e 431.000 no Sistema Sarapuí: as ETEs Pavuna e Sarapuí terão capacidade de 1,0 m³/s de vazão cada, utilizando o processo de adição de cloreto férrico ao esgoto afluente, sendo que o Sistema Pavuna possui 6 estações elevatórias, 450 km de redes e coletores-tronco e o Sistema Sarapuí tem 8 elevatórias, 350 km de redes e coletores-tronco e 3 km de linhas de recalque; Sistema Paquetá, beneficiando 7.000 habitantes e 15.000 turistas: ETE com capacidade de 27l/s de vazão, utilizando o processo de reator aeróbico vertical contínuo, com 3 km de rede, 4 elevatórias e 2,5 km de emissário submarino; Sistema Marina da Glória, com nova canalização diretamente ligada ao interceptor oceânico e despejo no emissário submarino de Ipanema.

(CEDAE - 1995/2000)